Translate

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Calm down, I'm calling you to say:

Vou me deixar consumir nessa dor que arrebate e sonda
Esse caos que se instaura no mais profundo do eu que não sei quem é

Essa voz que diz tantas coisas que mal posso me escutar
Essa calma que tenta domar o indomável do eu, o frênesi

Se eu fosse outro
Se eu fosse eu
Se eu fosse
E não voltasse

E continuasse indo até descobri onde me deixei.

Em qual esquina ficou o que eu achava correto

Onde acho-me

Saudade de sonhar
E viver sonho
A liberdade do pensamento traduzida em sentimento...

Saudade de mim que não tem tamanho.

Pergunto, espero que sim, espero que encontre... Pergunto, me deixei contigo?

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Porque eu gosto do toque na minha pele quando ela te toca
Porque meu toque é tão sutil em você, tão frágil,

Cristal...

Porque eu gosto do que o teu corpo faz e de como ele reage.
Porque eu busco outras maneiras de te tocar, buscando suas reações,

Descobertas...

No teu abraço meu abraço se completa.
No teu sorriso meus olhos se iluminam.
Nas suas palavras minhas palavras encontram conforto.
Na tua boca meus lábios encontram o tão necessário silêncio.
Em ti encontro minha paz...

Amor...

domingo, 21 de junho de 2009

Apenas um palpite...

Uma varanda
Noite fria

A janela aberta convida meu corpo a se manter na cama, aquecido.
A noite estrelada me convida pra deitar sob o céu e procurar contelações...


- Já fizemos isso tantas vezes!

- Eu ainda gosto!


Na varanda duas toalhas dispostas lado a lado
Noite fria trazendo o edredon de dentro do armário


O céu aberto mostrando todas as estrelas que podem ser vistas com tantas luzes acesas...


- A gente podia fazer um curto circuito desligar todas as luzes da cidade né?

- Seria legal, se não atrapalhasse alguém que precisa da energia elétrica sustentando uma máquina que sustenta uma vida...

- Poxa! Você é tão sem graça! Sonha comigo!

- Ah! Você não me explicou que era sonho...

- Você só entende metade das coisas que eu te digo...


Na varanda as duas dividindo o mesmo edredon
Noite fria aproximando todos os contrastes


- Eu gosto de olhar estrelas, principalmente com você... Mas quando acontece de vê-las sozinha, eu sempre lembro de você...

- Eu amo olhar estrelas com você. A gente se divertia tanto... Lembra?

- Se todos apagassem as luzes seria muito mais bonito...

- Olha... As luzes... É impressão minha ou estão todas se apagando?

Na varanda é noite fria. Dois corações batem juntos ao se deparar com uma surpresa agradável...
As estrelas iluminam a noite sem nuvens. Uma estrela cadente passa. As duas pensam juntas, mas sem saber que essa estrela é apenas lixo espacial.
Mas se calam. E fazem um pedido.

A magia está naquilo que achamos mágico.

E elas acharam...

quinta-feira, 18 de junho de 2009

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Sentir...

Em sentimentos toda a minha vida está baseada.

Desde um momento até hoje digo que o que sinto é amor.

Sim amor piegas, bobinho, as vezes dolorido... Mas amor, puro amor.

Amor que cuida, amor que quer a felicidade do outro e que as vezes, amor egoísta, quer que o outro seja feliz com a gente mesmo...

Sentir...

Sentir é uma coisa tão gostosa quando sentido junto. Sentido. Sim faz...!

E acontece que tenho sentido saudades, e inseguranças, e medos... Vêem? Sentimentos. Contrastes que me apavoram. Que me fazem perder as estribeiras.

Tenho perdido o sono... Tive pesadelos hoje nas poucas vezes que preguei os olhos.

Fantasmas que não sei de onde saem pra me assustar. E conseguem.

Me pregam na cama, me imobilizam os sentidos, só pra sentir aquele que mais temo. O medo.

Fantasmas que me fazem querer colo. Um colo em especial.

Fantasmas que me fazem pedir ajuda na alta da madrugada...

Sentir...

Não se controla.

Sente-se.

sábado, 6 de junho de 2009

Heal over...

Você tenta
Eu acho graça
Você briga por que eu estou rindo
Eu sorrio e digo que não é de você
Você sorri e faz birra
Eu te mostro como se faz
Você observa com atenção
Eu me atrapalho e me machuco
Você fala bem feito
Eu faço drama e choro pelo machucado
Você acredita e se preocupa
Eu continuo fazendo drama
Você pergunta se é sério
Eu, como nunca menti bem pra você, começo a rir
Você me bate e fala pra eu nunca mais brincar com coisa séria assim
Eu páro de rir e falo que doeu
Você dá um beijinho pra sarar
Eu viro criança e peço colo

Quero passar a madrugada com você contando as horas pelo sino da igreja, cochilar e acordar várias vezes a noite só pra ver você do meu lado... Te ter nos braços, no colo, na pele... Sentir, provar, encolver, consolar, embalar, ninar...

quinta-feira, 4 de junho de 2009

"O que seria essa realidade do 'aqui', se ela é todo mundo junto?" (Ela)

Seria o tudo com a sua individualidade. Seria cada coisa formando o todo, e cada coisa sonhando o um....

Cada um sonhando junto fazendo outro mundo, e cada mundo sendo seu, meu.

Desentenda que o tudo é um monte de coisa junta, o tudo é uma coisa só... Mas uma coisa que é diferente, pra cada ângulo de visão. Mas ser diferente não é ser estranho, ou ruim. Ser diferente é encarnar no um o que todo mundo sonha e não tem coragem de viver. É estar de acordo com o que ninguém concorda da boca pra fora, é ser enquanto os outros existem.

Eu sou o que sonho e o que penso. Eu sou minhas idéias, talvez um pouco das suas, mas sendo isso só posso ser outro no que não vivo. E o que não vivo acaba sendo o que queria ser...

A minha realidade me possibilita um vôo que não daria conta na sua, mas as duas juntas nos fazem ir mais além do que sonhávamos, ou vivíamos...

A realidade conjunta não é fato, fato é poder ser o que quiser dentro do sonho da gente, e ser gente dentro do sonho do outro.

Ser sonho, dentro da realidade do outro. Ser outro dentro da realidade da gente.

Viver sonho na realidade, 
Sonhar realidade no outro, 
Ser realidade no sonho do um.

Saber que mesmo diferentes temos coisas em comum, mas cada um tendo como seu o sonho ou realidade que escolher.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Sol_Ar ou Tanto ar...

Florescer...

Junto da brisa da manhã...

Despertar...

De um sonho bom, e descobrir que a realidade é melhor ainda.

Suspirar...

E sentir o cheiro das flores...

Viver...


Bom, viver... É tudo isso, e muito, muito mais...