Translate

quinta-feira, 16 de junho de 2011

sexta-feira, 3 de junho de 2011

A poesia se esconde nas curvas e recantos do seu caderno-corpo,
Meus dedos-caneta procuram pelos seus escuros.
Cada traço floresce num mar de sensações.
E fica assim, marcado, em tinta relevo, na pele.

E na falta que faz.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Paga-se bem.

Preciso: 

  1. de um porre
  2. de uma dor maior que essa
  3. de uma receita que cure ressaca
  4. de apertar o reset dessa vida
  5. de um banho
  6. de colo.